2.º Fórum Arquitetura e Paisagem [+ qualidade] 2030 | Segunda sessão | 23 de junho | 16h

De regresso em 2022, o  Fórum Arquitetura e Paisagem [+ Qualidade 2030] vai realizar a sua segunda sessão no próximo dia 23 de junho, às 16h. Dando mais um contributo para refletir e debater sobre as questões que se colocam hoje à qualidade da arquitetura e da paisagem, condição determinante do bem-estar e da qualidade de vida de qualquer cidadão, esta segunda sessão tem como tema ‘De Pequenino se Torce a Paisagem’.

No encontro vão cruzar-se experiências de ensino e aprendizagem dirigidas aos mais novos, onde se relacionam casas, arquiteturas, territórios, patrimónios e paisagens. Depois da constatação de que existe uma iliteracia profunda em matéria de arquitetura e paisagem e de que a formação do gosto hoje se gera basicamente por padrões estereotipados disseminados pelos media, e particularmente pelos meios de comunicação digitais, com uma generalizada ausência de crítica, torna-se clara a necessidade de apostar na sensibilização dos mais novos para as questões da qualidade da arquitetura e da paisagem.

O encontro será moderado por Duarte Belo (Arquiteto e Fotógrafo) e Ana Maio (Arquiteta, Ordem dos Arquitetos) e terá como convidados Silvia Berény (Presidente da Direção e Diretora Pedagógica da OSMOPE – Organização Social do Movimento das Pontes Educativas), Aida Carvalho (Presidente da Fundação Côa-Parque) e João Gomes Abreu (Museu da Paisagem/ESCS-IP).

Assista e participe na segunda sessão do Fórum no dia 23 de junho, das 16:00 às 17:30 em https://videoconf-colibri.zoom.us/j/89939515578 (por favor não clique no link, copie-o e coloque-o no browser no dia da sessão).

Conheça o programa completo do 2.º Fórum Arquitetura e Paisagem [+ qualidade] 2030.

Todas as sessões decorrem em formato online, através da plataforma Zoom, nos dias 26 de maio, 23 de junho, 14 de julho, 22 de setembro e 27 de outubro, sempre das 16:00 às 17:30.

26 de maio - Paisagens (des)qualificadas. Os pontos nos is

23 de junho – De pequenino se torce a paisagem

14 de julho – Nada melhor que começar por mudar o lugar onde vivemos

22 de setembro – Programas de Reordenamento e Gestão da Paisagem – Capacitar atores e instituições

27 de outubro – Olhares de fora: Ao encontro da qualidade na Europa

2.º Fórum Arquitetura e Paisagem [+ qualidade] 2030 – edição 2022

Primeira sessão | Paisagens (des)qualificadas. Os pontos nos is | 26 de maio | 16h

A qualidade da arquitetura e da paisagem é condição determinante do bem-estar e da qualidade de vida de qualquer cidadão. Para refletir e debater questões que se colocam hoje à qualidade da arquitetura e da paisagem e para auscultar a opinião de diferentes atores deste processo, a Comissão de Acompanhamento da PNAP (Política Nacional da Arquitetura e Paisagem) promove, entre maio e outubro de 2022, o 2º Fórum Arquitetura e Paisagem [+ Qualidade 2030], através de 5 sessões abertas dedicadas a 5 temas que se encontram na ordem do dia.

A primeira sessão, agendada para o dia 26 de maio, às 16:00, tem por tema Paisagens (des)qualificadas. Os pontos nos is e conta com a participação de Eduardo Costa Pinto (Arquiteto Paisagista, GETOUT AP), André Paxiuta (Geógrafo e Fotógrafo) e Paulo Lucas (Ativista ambiental, Associação Zero), num debate moderado por Rosário Oliveira (Arquiteta Paisagista, Investigadora, ICS – ULisboa) e Duarte Natário (Arquiteto Paisagista, Observatório de Paisagem da FCUP).

Neste primeiro encontro os convidados trarão a debate os fatores que consideram desqualificadores da paisagem e ajudarão a estimar a fatura que, mais cedo ou mais tarde, todos teremos a pagar, deixando apelos de ação que vão do cidadão, ao coletivo e às instituições responsáveis.

Participe na primeira sessão em https://videoconf-colibri.zoom.us/j/89939515578?pwd=R0doODQwTEw2U1U5dzdnNUlLSmJoUT09

Conheça o programa completo do 2.º Fórum Arquitetura e Paisagem [+ qualidade] 2030.

Todas as sessões irão decorrer em formato online, através da plataforma Zoom, nos dias 26 de maio, 23 de junho, 14 de julho, 22 de setembro e 27 de outubro, sempre das 16:00 às 17:30.

26 de maio - Paisagens (des)qualificadas. Os pontos nos is

23 de junho – De pequenino se torce a paisagem

14 de julho – Nada melhor que começar por mudar o lugar onde vivemos

22 de setembro – Programas de Reordenamento e Gestão da Paisagem – Capacitar atores e instituições

27 de outubro – Olhares de fora: Ao encontro da qualidade na Europa

Concurso Aberto

Está aberto o concurso para atribuição do Prémio Nacional da Paisagem, edição 2022. Até ao dia 15 de julho as autarquias, comunidades intermunicipais, áreas metropolitanas e organizações governamentais do Continente e Regiões Autónomas podem apresentar os seus projetos mais emblemáticos que concorram para a valorização do território através da paisagem.

 As propostas apresentadas serão avaliadas por um júri, que atenderá aos efeitos gerados pelo projeto.

A Direção-Geral do Território promove, de dois em dois anos, a atribuição deste prémio, no âmbito da implementação da Convenção do Conselho da Europa sobre a Paisagem. Trata-se de uma distinção honorífica, através da qual se pretende reconhecer a execução de políticas, medidas ou projetos que contribuem para a proteção, gestão e/ou ordenamento da paisagem e que promovem o envolvimento e a sensibilização da sociedade civil para a importância deste tema.

Com esta iniciativa pretende-se também responder ao desafio lançado pelo Conselho da Europa e premiar quem contribui para um desenvolvimento territorial mais sustentável e valoriza a sensibilização sobre a importância da paisagem na qualidade de vida.

A participação no Prémio Nacional da Paisagem potencia a visibilidade e projeção internacional do projeto vencedor, através da participação da candidatura selecionada no concurso ao Prémio da Paisagem do Conselho da Europa.

Podem concorrer as regiões autónomas, as autarquias locais e as suas associações, as comunidades intermunicipais, as áreas metropolitanas e organizações não governamentais que tenham concebido e implementado medidas específicas para proteger, gerir e ordenar a paisagem, as quais tenham produzido efeitos duradoiros e possam constituir um exemplo de boas práticas, suscetível de ser replicado a nível nacional e internacional.

O prémio será entregue em cerimónia pública em data a anunciar e o vencedor será convidado a participar nos Fóruns Internacionais do Prémio da Paisagem, onde terá a oportunidade apresentar o seu projeto aos estados membros do Conselho da Europa.

Os concorrentes podem apresentar as suas candidaturas até ao dia 15 de julho no portal da Direção-Geral do Território, pelo correio, ou entregues em mão na sede da Direção-Geral do Território, em Lisboa.

 

Saiba mais

Contacto para questões e dúvidas: premiopaisagem2022@dgterritorio.pt

 

Páginas

Subscreva Política Nacional de Arquitetura e Paisagem RSS
X