21/05|10:00 às 17:00 - Online "As árvores ao serviço do ecossistema urbano"

No dia 21 de maio de 2021 das 10:00 às 17:00 terá lugar a conferência virtual "As árvores ao serviço do ecossistema urbano".

Esta conferência realiza-se no âmbito do projeto Lx-Tree, fruto de uma colaboração entre o Centro de Ecologia Aplicada Professor Baeta Neves (CEABN), do Instituto Superior de Agronomia e a Câmara Municipal de Lisboa.

O objetivo da conferência passa por debater a avaliação e quantificação dos serviços ambientais fornecidos pelas árvores urbanas, alvo de interesse a nível nacional e internacional.

A quantificação dos benefícios dos serviços dos ecossistemas fornecidos pelas árvores em meio urbano ganha especial importância na implementação de planos de resiliência para as cidades. Importa por isso conhecer as características do arvoredo da cidade, saber o seu valor e os desafios inerentes à sua gestão.

A conferência irá realizar-se virtualmente através da plataforma @Zoom com o seguinte acesso: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/83644091024

A conferência é de acesso gratuito, mas requer registo prévio.

Registo

Programa

 

 

Mês Internacional da Arquitetura Paisagista

Durante todo o mês de abril, a Associação Portuguesa dos Arquitetos Paisagistas (APAP), em colaboração com vários parceiros, promove um conjunto de iniciativas e eventos diversificados e distribuídos por todo o país, assinalando assim o Mês Internacional da Arquitetura Paisagista.

Entre os dias 1 e 30 os interessados poderão participar em conversas, webinars, visitas guiadas, quizzes, ações de plantação e muitas outras iniciativas às quais poderão assistir através das plataformas digitais da APAP.

A ideia de celebrar esta disciplina internacionalmente, neste mês, tem como objetivo demonstrar como a arquitetura paisagista pode influenciar o nosso quotidiano.

Esta comemoração apela à reflexão e ao conhecimento numa época de constantes desafios causados pela industrialização, urbanização, alterações climáticas e sobre-exploração de recursos naturais.

Conheça o calendário e junte-se às comemorações. Saiba mais em www.apap.pt e através das suas redes sociais.

Novos Programas de Reordenamento e Gestão da Paisagem

O Ministro do Ambiente e da Ação Climática determinou, por despacho publicado em Diário da República (nº 2507-A/2021), a elaboração de mais quatro Programas  de Reordenamento e Gestão da Paisagem (PRGP).

Os Programas das Serras das Lousã e do Açor, do Alto Douro e Baixo Sabor, das Serras do Marão, Alvão e Falperra e da Serra da Malcata juntam-se ao Programa de Reordenamento e Gestão da Paisagem das Serras de Monchique e Silves, já elaborado, e ao do Pinhal do Interior, cuja elaboração se encontra em curso.

Estes novos programas setoriais aplicam-se a territórios vulneráveis com elevado risco de incêndio e caracterizam-se por uma abordagem territorial integrada e participativa, envolvendo várias entidades da administração central e local, associações e organizações locais e proprietários.

No final, pretende-se ter um forte impacto na qualidade de vida das populações e na economia e dos territórios rurais, promovendo a multifuncionalidade, a biodiversidade e a resiliência da floresta, fomentando a criação de valor a partir dos recursos e valores disponíveis para atividades agrícolas, silvícolas, silvo pastoris, cinegéticas e turísticas, valorizando o capital natural e remunerando os serviços dos ecossistemas.

Os Planos de Reordenamento e Gestão da Paisagem fazem parte de uma estratégia nacional aprovada em 2020 com o Programa de Transformação da Paisagem.

A elaboração destes novos 4 Programas de Reordenamento e Gestão da Paisagem é da responsabilidade da Direção-Geral do Território, que para o efeito lançou um concurso público, cujas propostas podem ser podem ser apresentadas até às 23h59m do dia 03 de abril do corrente ano. Cada Programa deverá estar concluído no prazo máximo de 12 meses a contar da data de adjudicação dos respetivos trabalhos técnicos.

Páginas

Subscreva Política Nacional de Arquitetura e Paisagem RSS
X