Prémio Nacional da Paisagem

22 Candidaturas ao Prémio Nacional da Paisagem

O Prémio Nacional da Paisagem (PNAP) mobilizou, mais uma vez, a comunidade. Terminou no passado dia 15 de julho o período para receção de candidaturas. Foram recebidas 22 propostas provenientes de Câmaras Municipais, Comunidades Intermunicipais e Organizações não Governamentais.

As candidaturas enviadas serão agora avaliadas por um júri, que atenderá aos efeitos gerados pelo projeto, à sua contribuição para a proteção, gestão e/ou ordenamento da paisagem e à promoção do envolvimento e sensibilização da sociedade civil.

A participação no Prémio Nacional da Paisagem potencia a visibilidade e projeção internacional do projeto vencedor, através da participação da candidatura selecionada no concurso ao Prémio da Paisagem do Conselho da Europa.

O prémio será entregue em cerimónia pública em data a anunciar e o vencedor será convidado a participar nos Fóruns Internacionais do Prémio da Paisagem, onde terá a oportunidade apresentar o seu projeto aos estados membros do Conselho da Europa.

A forte adesão a este Prémio é um reflexo da importância crescente que o tema da paisagem tem vindo a assumir no âmbito das políticas territoriais.

Nos próximos dois meses o júri irá proceder seleção do vencedor.

Acompanhe os desenvolvimentos neste site.

Concurso Aberto

Está aberto o concurso para atribuição do Prémio Nacional da Paisagem, edição 2022. Até ao dia 15 de julho as autarquias, comunidades intermunicipais, áreas metropolitanas e organizações governamentais do Continente e Regiões Autónomas podem apresentar os seus projetos mais emblemáticos que concorram para a valorização do território através da paisagem.

 As propostas apresentadas serão avaliadas por um júri, que atenderá aos efeitos gerados pelo projeto.

A Direção-Geral do Território promove, de dois em dois anos, a atribuição deste prémio, no âmbito da implementação da Convenção do Conselho da Europa sobre a Paisagem. Trata-se de uma distinção honorífica, através da qual se pretende reconhecer a execução de políticas, medidas ou projetos que contribuem para a proteção, gestão e/ou ordenamento da paisagem e que promovem o envolvimento e a sensibilização da sociedade civil para a importância deste tema.

Com esta iniciativa pretende-se também responder ao desafio lançado pelo Conselho da Europa e premiar quem contribui para um desenvolvimento territorial mais sustentável e valoriza a sensibilização sobre a importância da paisagem na qualidade de vida.

A participação no Prémio Nacional da Paisagem potencia a visibilidade e projeção internacional do projeto vencedor, através da participação da candidatura selecionada no concurso ao Prémio da Paisagem do Conselho da Europa.

Podem concorrer as regiões autónomas, as autarquias locais e as suas associações, as comunidades intermunicipais, as áreas metropolitanas e organizações não governamentais que tenham concebido e implementado medidas específicas para proteger, gerir e ordenar a paisagem, as quais tenham produzido efeitos duradoiros e possam constituir um exemplo de boas práticas, suscetível de ser replicado a nível nacional e internacional.

O prémio será entregue em cerimónia pública em data a anunciar e o vencedor será convidado a participar nos Fóruns Internacionais do Prémio da Paisagem, onde terá a oportunidade apresentar o seu projeto aos estados membros do Conselho da Europa.

Os concorrentes podem apresentar as suas candidaturas até ao dia 15 de julho no portal da Direção-Geral do Território, pelo correio, ou entregues em mão na sede da Direção-Geral do Território, em Lisboa.

 

Saiba mais

Contacto para questões e dúvidas: premiopaisagem2022@dgterritorio.pt

 

Subscreva RSS - Prémio Nacional da Paisagem
X